Sejam Benvindos ao Blog Estudos Diplomáticos !

Este espaço foi criado para reunir conhecimentos acadêmicos e informações relacionadas ao Concurso para ingresso no Instituto Rio Branco.



segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Pequena Prorrogação no Prazo!

Olá, Caros Leitores. Consegui um pequeno adiamento no prazo para entrada em vigor da nova sistemática do Blog. Dessa forma, nas três próximas semanas, o acesso ao Blog continuará como antes, livre. Sugiro que aproveitem esse tempo para associar-se. Aproveitando para esboçar a nova sistemática:
1. Haverão novos parceiros, pois ando meio sem tempo em face de tantas atividades;
2. O Blog Estudos Diplomáticos continua voltado para o CACD, e especificamente para o nível de questões que costumam ser objeto do TPS;
3. O acesso será mediante senha. O sistema reconhecerá como válidas as senhas dos atuais seguidores pelo prazo de seis meses, então para aqueles já associados, quando da implantação da nova sistemática, seis meses ficarão grátis;
4. Novos seguidores, com a sistemática a ser implantada deverão desembolsar, ou se preferirem deverão "investir" uma pequena quantia, pagamento que dará acesso ao Blog por seis meses qual contará com novos parceiros e muito mais suporte;
5. Serão disponibilizados simulados com nosso Banco de Provas, ou seja, as questões de todas as provas do TPS, de 2.003 em diante serão aqui abordadas; e,
6. Tão importante quanto o que foi adiantado acima, serão oferecidos cursos específicos, contratados à parte. Porém, adianto, os preços serão bem modestos, e sem perder a qualidade.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Nova Sistemática no Blog

AVISO IMPORTANTE!
Olá, Caros Leitores. O Blog passará em breve por mudanças. O acesso às nossas matérias será realizado mediante o uso da senha do leitor, aquela mesma que é utilizada por ocasião da postagem dos comentários. Até o dia 26 de setembro, ainda será possível associar-se como seguidor-leitor do Blog, sem custos. Após, essa data, a seguir o cronograma das mudanças, leitores não cadastrados não mais terão acesso às nossas matérias. Caso deseje continuar acessando o material do Blog, realize seu cadastro como seguidor, fazendo constar seu nome do quadro de seguidores que figura na coluna direita do nosso Blog.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

História do Brasil: 2. Histórias do Poder, A Batalha pelo Voto

A Batalha pelo Voto, 1900 - 2000. Este é o segundo de uma série de cinco vídeos.


video

domingo, 19 de setembro de 2010

História do Brasil: 1. Alianças, Partidos e Frentes

Alianças, Partidos e Frentes, 1900 - 2000. Este é o primeiro de uma série de cinco vídeos.


video

sábado, 18 de setembro de 2010

Língua Portuguesa: 9. As Orações Subordinadas Adverbiais

Reproduzo abaixo o item 1. do Programa de Português do CAD. Como temos divulgado, os tópicos que o compõem, são exigidos de forma direta na 1ª Fase do Concurso ao IRBr (TPS), e de forma indireta na primeira prova da 2ª Fase. Eles são o objeto principal das nossas postagens sob a rubrica Língua Portuguesa.

1. Língua Portuguesa: modalidade culta usada contemporaneamente no Brasil.
1.1 Sistema gráfico: ortografia, acentuação e pontuação; legibilidade.
1.2 Morfossintaxe.
1.3 Semântica.
1.4 Vocabulário.

Acompanhe mais esta vídeo-aula. O Período Composto: As Orações Subordinadas Adverbiais.


video

sábado, 11 de setembro de 2010

Geografia: Uma Visão Geral da Eficiência Energética no Mundo

Buscando ampliar sua inserção social por meio de iniciativas culturais, a CPFL Energia instituiu, em 2003, a CPFL Cultura, um amplo programa cultural que promove reflexões sobre os desafios e oportunidades da contemporaneidade. Grandes Temas e Convidados Ilustrem cumprem com brilhantismo os objetivos dessa edificante iniciativa. O vídeo que vocês assistirão a seguir, é parte desse programa. Nossa postagem é um presente do Blog Estudos Diplomáticos para a sua noite de Sábado, ou quem sabe, a sua tarde de Domingo. A todos um bom final de semana. O Editor.


Uma Visão Geral da Eficiência Energética no Mundo - Parte I


video





Uma Visão Geral da Eficiência Energética no Mundo - Parte II




video

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Noções de Economia: Respostas às Questões Propostas no Estudo Dirigido



Respostas ao Estudo Dirigido de Noções de Economia

1) Os dados abaixo foram retirados dos indicadores de contas nacionais trimestrais do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Eles retratam a situação brasileira em 2004.

Contas Nacionais – BRASIL (2004) – R$ Milhões
Produto Interno Bruto: ?
Consumo das Famílias 975.245
Consumo do Governo 332.332
Investimentos 376.573
Exportações 318.387
Importações 235.917


De acordo com o quadro acima, qual o valor do PIB Brasileiro ?

Observados os valores do quadro acima, o PIB brasileiro foi de R$ 1.766.621 Milhões.

2. Os Estados Unidos da América apresentaram os seguintes valores para sua economia em 2001 (dados em US$ Bilhões):

Produto Interno Bruto: Y

Consumo das Famílias: 6.978
Consumo do Governo: 1.858
Investimentos: 1.586
Gastos líquidos no setor externo: -349

Com base nos dados acima, pede-se o seguinte:

a) Qual o valor do PIB (Y) norte-americano?

O valor do PIB Norte-americano, tomando-se os dados acima, será o resultado da expressão y = c + i + g + x – m considerada como a principal expressão existente na literatura macroeconômica. Então ficou muito fácil:

y = c + i + g + x – m
y = 6.978 + 1858 + 1586 – 349
y = 10.073.

Logo, o PIB norte-americano foi de 10.073 U$ Bilhões.

b) O que significa o valor negativo da conta Gastos Líquidos do Setor Externo?

Os gastos líquidos no setor externo é a diferença entre as exportações (x) e as importações (m). Ora, se a conta fica negativa, e indicativo que as importações (m) superaram as exportações (x).

c) Lembrando que o investimento global é financiado pelas poupanças privada, pública ou externa, conforme a expressão I= S + (T-G) + (M-X)

E sabendo que os EUA têm um déficit público enorme (G>T), como o investimento está sendo financiado?

Como já nos informaram que o valor das importações é maior que o das exportações e os gastos públicos são superiores ao que se arrecada (G > T), teremos a poupança privada como a financiadora, juntamente com a poupança externa (a diferença entre importações e exportações), pois as importações representam como se sabe, recursos reais que entram no país, como máquinas e equipamentos.

3. Pesquise a taxa de câmbio em relação ao euro. Um euro vale quantos reais?

a) Suponha que você esteja de férias em Paris e lá uma lata de coca-cola custa 3 euros. Você possui R$31,00. Considerando que não há taxas nas conversões de moeda, quantas latas de coca-cola você poderá comprar?

Suponhamos o Euro a 2,5698. Então, R$31,00 equivalem a 12,06 euros. Sem taxas de conversões, teríamos o poder de compra de 4 latas.

b) Se acontecer algo no Brasil que desvalorize abruptamente o real, você conseguirá comprar mais ou menos latas de coca-cola em Paris?

Compraria menos latinhas, pois a desvalorização cambial corresponde a uma perda do poder de compra da moeda nacional.

4. Suponha o seguinte Balanço de Pagamentos hipotético:

Balanço de Pagamentos – US$ milhões

BALANÇA COMERCIAL (BC)
Exportações: 60.362
Importações: 51.216
Serviços: -5.038
Rendas: -18.191
Transferências Unilaterais: 2.390


TRANSAÇÕES CORRENTES (TC)
Conta Capital e Financeira: 8.808
Erros e Omissões: -813


RESULTADO DO BALANÇO (BP)



Com base nos dados apresentados, responda as seguintes questões:

a) Qual o valor, em milhões de dólares, da Balança Comercial – BC, do saldo em Transações Correntes – TC e do resultado do balanço de pagamentos – BP ?


A Balança Comercial conforme estudamos, registra as exportações e as importações pelo seu valor FOB. As exportações são contabilizadas como receitas, e as importações, como despesas. Logo teremos 60.362 – 51.216 = 9.146 US $ Milhões. Já a conta Transações Correntes é a soma da Balança Comercial, de Serviços, de Rendas e das Transferências Unilaterais. Então como sabemos, o saldo da Balança Comercial foi de 9.146 US $ Milhões, somaremos a esse valor, os Serviços (-5.038. Essa conta registra todos os serviços pagos ou recebidos pelo país, como viagens internacionais, fretes, manutenção de embaixadas... Entradas serão contabilizadas com sinal positivo, portanto saída de divisas serão marcadas com sinal negativo. Essa é a metodologia criada pelo FMI e divulgada na 5ª ed. Do Manual de Balanço de Pagamentos daquele Fundo), de Rendas (-18.191. Esse valor exprime as remunerações do fator trabalho – salários - , assim como as remunerações dos investimentos, como juros, lucros e dividendos), e por fim, somamos as Transferências Unilaterais (2.390. Como se sabe, esse valor exprime transações que não criam contrapartidas. Para exemplificar, temos remessas de dinheiro de não-residentes, donativos, auxílios a instituições beneficentes ou religiosas, etc...). Bastará fazer o cálculo. O saldo em Transações Correntes será – 11.693.

b) O saldo em Transações Correntes apresentou sinal positivo ou negativo? O que isso significa?

Como vimos acima, o Saldo em Transações Correntes, também chamado de Poupança Externa, foi negativo. Isso significa que estamos absorvendo recursos reais, ou não financeiros, do resto do mundo. Lembremos que o fato do País apresentar superávit em Transações Correntes é importante, por inspirar confiança no mercado internacional, facilitando a obtenção de créditos. Com o saldo de Transações Correntes em negativo, conforme o caso hipotético acima, o país fica vulnerável a crises cambiais e suscetível a desvalorizações da moeda nacional.

c) O resultado do Balanço de Pagamento apresentou sinal positivo ou negativo? Como isso pode ser resolvido?
Apresentou sinal negativo. A metodologia foi somar a Conta Transações Correntes (-11.693), com a Conta Capital e Financeira (que nos foi dada como sendo 8.808) e os Erros e Omissões ( que sabemos foi de – 813 ). Então o resultado do Balanço de Pagamento foi de - 3.698 US $ Milhões. Sinal Negativo como vimos. Os economistas recomendam para casos assim, algumas medidas para corrigir o desequilíbrio. O País pode usar as reservas de ouro ou moeda acumuladas em períodos anteriores, e pode pedir empréstimos para cobrir o rombo. Caso não consiga as opções anteriores, deixará de pagar os compromissos externos, declarando moratória. Assim, os pagamentos não realizados passam a constituir os atrasados comerciais.


Certamente o pessoal inscrito não encontrou dificuldades em realizar estes exercícios. Porventura existam dúvidas da parte dos inscritos neste ED de Noções de Economia, poderemos trocar informações pelo e-mail estudosdiplomaticos@gmail.com

terça-feira, 7 de setembro de 2010

07 de setembro


No dia 7 de setembro, o Príncipe Dom Pedro, na qualidade de Regente do então Reino Unido a Portugal, resolveu tomar uma decisão que vinha postergando já há certo tempo. É verdade que Dom Pedro não reunia exatamente as qualidades que se esperavam em um Estadista, ainda mais para ser fundador de uma Nação. Em uma época que produzira o Iluminismo, seria Dom Pedro, tomados os parâmetros daquele momento histórico, um homem de "poucas letras". Além disto, o jovem príncipe era dado a certas boemias e tinha gosto por aventuras amorosas... No entanto, possuía nosso personagem histórico a coragem moral para certas atitudes. Uma delas, foi romper os laços de dependência política que uniam o Reino do Brasil a Portugal. Com mentores de elevada capacidade ele podia contar: José Bonifácio, e sua princesa, oriunda da nobreza austríaca, onde as mulheres já eram capacitadas para atuar nos aparelhos do Estado, como peças dirigentes. Já possuíamos o potencial requerido para sermos uma Nação, e bastava apenas um gesto simbólico. Ao contrário daquilo que muitos defendem, talvez por baixa estima, ou quem sabe por entendimento da História como um distorcido processo mecânico-silogístico (" O Brasil pagou indenização a Portugal, Logo... a nossa independência foi comprada...), houve luta, e independente da forma como essa ocorreu, ou ainda da disposição de Portugal em engajar-se verdadeiramente no conflito, a independência foi conquistada pela população, transformada em milícia armada, a unir esforços ao pequeno contingente de tropa paga e profissional então disponível. A nossa independência foi conquistada, mas continua a ser mantida, por todos os brasileiros, homens e mulheres que com o seu trabalho profícuo e edificante, mantém nosso País, apesar de tantas dificuldades, próspero e unido. Que Deus nos abençoe!

sábado, 4 de setembro de 2010

Política Internacional: Livros da Bibliografia. O Desafio do Capitalismo Global: a economia mundial no século XXI - II


Observe o seguinte trecho: "Para os críticos da crescente globalização do mundo, a industrialização da Ásia do Pacífico e de outras economias em desenvolvimento ameaça redundar numa 'chinesação' dos padrões de vida ocidental". Tendo em vista o comentário acima estar relacionado com o acelerado índice de crescimento econômico e de industrialização experimentado por alguns PMDs, contextualize a declaração supra, extraída da obra em estudo.