Sejam Benvindos ao Blog Estudos Diplomáticos !

Este espaço foi criado para reunir conhecimentos acadêmicos e informações relacionadas ao Concurso para ingresso no Instituto Rio Branco.



segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Vídeo-Aula de Língua Portuguesa: 8. Concordância Nominal

Mais um bom tema de estudo. Concordância Nominal.
video

Língua Portuguesa: 7. Concordância Verbal

Concordância é tema sempre exigido. Seu desconhecimento é "morte certa"... .
video

Mais uma Vídeo-Aula de História do Brasil: 3. A REPÚBLICA VELHA (1889-1930)

O que escrevi para as 02 postagens referentes à Colônia e ao Período Imperial valem para a Primeira República, combinado? Compensará então após conferir o vídeo, folhear as págs 139 a 183 de História Concisa do Brasil, de Boris Fausto. Um abraço a todos. Antonio.

video

domingo, 29 de novembro de 2009

A Revolução Chinesa


Completando nossas postagens sobre as Revoluções no Século XX, apresento uma boa opção em meio às obras do guia de estudos para o entendimento da Revolução Chinesa. A obra de Jonathan D. Spence, EM BUSCA DA CHINA MODERNA: Quatro séculos de História. Dê atenção aos cap. 16,17,18,19,20 e 21.

Torne-se um membro. Associe-se. Faça seus comentários

Este Blog existe para nos impulsionar nos Estudos para o CAD. Neste objetivo, procuro disponibilizar o conhecimento contido nos materiais das postagens. Eles estão atendendo adequadamente os usuários do Blog? Não sei. Por isso preciso que os companheiros de estudo se pronunciem, sugerindo temas, comentando pontos que possam ter passado desapercebidos, ou pedindo temas específicos das matérias. Contamos com um canal de comunicação por e-mail: estudosdiplomaticos@gmail.com
Dentro do possível, procurarei atender individualmente aqueles que vierem necessitar de algum material digitalizado. Mas vamos combinar alguma coisa, certo? associem-se! É gratuito, assim como os materiais que serão enviados. Quando enviarem e-mail, façam referência ao seu nome de associado/seguidor. Aqueles que forem seguidores do Blog terão preferência no envio dos materiais. Bom estudo a todos!

Vídeo-Aula de História do Brasil: 2. Brasil Império

Vamos prosseguir com a síntese de História Concisa do Brasil, por Boris Fausto. Caso queira realizar a leitura correspondente a este vídeo, o que é muito recomendável, o texto encontra-se entre as páginas 77 e 138 (Capítulo 2 - O BRASIL MONÁRQUICO, 1822-1889).
video

sábado, 28 de novembro de 2009

Vídeo-Aula de Língua Portuguesa: 6. Verbos, Pronomes Relativos, Regência Nominal

Mais uma boa vídeo-aula. Temas que são verdadeiras cartas marcadas no CAD.
video

Revoluções Russa, Chinesa e Cubana

As REVOLUÇÕES NO SÉCULO XX: Rússia e China, assim como as REVOLUÇÕES NA AMÉRICA LATINA, nos casos do México (já tratada em artigo, ver postagem abaixo, marcador 'artigos') e Cuba são cobrança certa no CAD. Cabe então assistir para complementar o estudo...nos livros.

A REVOLUÇÃO RUSSA


video

A REVOLUÇÃO CUBANA

video

Vídeo-Aula de História do Brasil: 1. Brasil Colônia.

Olá. Vídeos são quase sempre muito úteis, pois agradáveis de ver, respondem muitas vezes de forma substitutiva a necessidades que temos de distanciamento de livros para assistir, digamos, um filme, um telejornal. Porém não substituem os livros, digo, a relação cognitiva necessária, dentro do alto nível de cobrança do Concurso para o CAD. Este vídeo é uma súmula de História Concisa do Brasil, de Boris Fausto. Minha sugestão é que assistam ao vídeo, e após isso, leiam na obra acima indicada o capítulo correspondente (Cap.I, pag. 9 a 75)
video

Vídeo-Aula de Língua Portuguesa: 5. Topologia Pronominal

Mais uma boa vídeo-aula. É questão certa! Topologia Pronominal
video

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Vídeo-Aula de Língua Portuguesa: 4. Sintaxe

O concurso já tem data marcada. Então não vamos brincar com o tempo. Sintaxe.
video

domingo, 15 de novembro de 2009

sábado, 14 de novembro de 2009

Vídeo-Aula de Língua Portuguesa: 2. Uso da Crase.

Fiquemos com mais esta boa aula de Língua Portuguesa: uso da crase. Cobrança certa em concursos.
video

Vídeo-Aula de Língua Portuguesa. 1.Acentuação Gráfica

Olá! Parece que o Concurso adiantou um pouquinho. Em face da "pedreira" que é a Língua Portuguesa, irei disponibilizar um curso completo. Porém é importante ressaltar que o estudo deverá ser complementado com a gramática e exercícios. Coragem!
video

Abertas as inscrições !

Com o Edital de 6 de novembro de 2009 foi dado início ao CONCURSO DE ADMISSÃO À CARREIRA DE DIPLOMATA/2010.

Como em anos anteriores, o Concurso será realizado pelo Instituto Rio Branco (IRBr), com a colaboração do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB). O edital completo encontra-se disponível no endereço eletrônico do CESPE/UnB
http://www.cespe.unb.br/concursos/diplomacia2010

sobre o Concurso:

Terá quatro fases:
a) Primeira Fase: Prova Objetiva, de caráter eliminatório, constituída de questões objetivas de Português, de História do Brasil, de História Mundial, de Geografia, de Política Internacional, de Inglês, de Noções de Economia e de Noções de Direito e Direito Internacional Público;

b) Segunda Fase: prova escrita de Português, de caráter eliminatório e classificatório;

c) Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, de Geografia, de Política Internacional, de Inglês,de Noções de Economia e de Noções de Direito e Direito Internacional Público;

d) Quarta Fase: provas escritas, de caráter exclusivamente classificatório, de Espanhol e de Francês.

Cada uma das fases será realizada simultaneamente nas cidades de Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campo Grande/MS, Cuiabá/MT, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Fortaleza/CE, Goiânia/GO, Manaus/AM, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, São Luís/MA, São Paulo/SP e Vitória/ES.

SOBRE AS VAGAS: 108, sendo 6 vagas reservadas aos candidatos portadores de deficiência.
As inscrições poderão ser efetuadas somente via Internet, e o valor da taxa de inscrição é de R$ 120,00. O endereço eletrônico é http://www.cespe.unb.br/concursos/diplomacia2010
Período das inscrições: entre 10 horas do dia 9 de novembro de 2009 e 23 horas e 59 minutos do dia 13 de dezembro de 2009, horário oficial de Brasília/DF.
O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 22 de dezembro de 2009. As inscrições somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição. O comprovante de inscrição do candidato estará disponível no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/diplomacia2010, após o acatamento da inscrição, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento.
Informações complementares disponíveis no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/diplomacia2010.

O Guia de Estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata 2010 estará disponível até o final do mês de dezembro de 2009, no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/diplomacia2010.

domingo, 8 de novembro de 2009

Um documentário sobre a I Guerra Mundial




O Professor Francis Anthony Hew Strachan, nasceu em 1 de setembro de 1949 em Edimburgo, Escócia. É um historiador conhecido por seu trabalho como Docente junto ao exército britânico, além de ser renomado por suas pesquisas sobre a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
Estudou em Cambridge, mas foi de Oxford que recebeu a incumbência para escrever uma História da Primeira Guerra Mundial. O documentário que você assistirá é a primeira de dez partes baseadas nessa obra. Espero que gostem e que seja útil para o nosso estudo.

História Mundial Contemporânea: novas postagens



Preparo uma série de postagens nas quais pretendo abordar uma considerável parte do Programa de História Mundial Contemporânea em seu item 3. Relações Internacionais. Os temas tratados serão variados, transitando entre a Primeira Guerra Mundial e a Guerra Fria: Causas da Primeira Guerra Mundial, Os 14 pontos de Wilson, A Paz de Versalhes, Os conflitos localizados, etc... . Utilizaremos fichas de leitura, mapas, documentários em vídeo e pequenos artigos. Portanto, aguardem!!!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Nossa última vídeo-aula de Direito Constitucional: Organização Político-Administrativa (Estados, Municípios e Distrito Federal)

Esperamos ter proporcionado com essas vídeo-aulas de Direito Constitucional um bom auxílio, senão algum incentivo aos que precisam de fontes confiáveis para o estudo. Aguardamos as sugestões daqueles que sendo Bacharéis em Direito, encontram-se, acredito, em melhores condições de opinar de forma fundamentada. Um abraço.
video

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Noções de Direito. Aula: Poder Judiciário e os seus órgãos

Da separação das funções do Poder e de seus Órgãos. Vamos estudar mais uma boa vídeo-aula? Dessa vez, vamos conhecer mais sobre o Poder Judiciário e os seus órgãos
video

Nova vídeo-aula de Noções de Direito: Da Separação das Funções do Poder e dos seus Órgãos

Se depender do Estudos Diplomáticos, todos ficarão bem em Noções de Direito. Então vamos ao trabalho!
video

Nova vídeo-aula de Direito Constitucional

Prosseguimos com com a aula 2: O processo legislativo primário (Da separação das funções do Poder e de seus Órgãos) .
video

Direito Constitucional. Da separação das funções do Poder e de seus Órgãos

Vamos prosseguir com a Disciplina de Noções de Direito e Direito Público Internacional. Esta vertente do Concurso apresenta um bom grau de dificuldade, principalmente para os não Bacharéis em Direito. Aula: A separação de funções do Poder e do Legislativo.
video

domingo, 1 de novembro de 2009

O controle concentrado de constitucionalidade e as ações que o permitem.

Vamos prosseguir com o Direito Constitucional? Então damos sequência a mais uma boa vídeo-aula para concluir "Do Controle de Constitucionalidade".
video

A Guerra de Secessão ( Parte V - Final )




A Guerra de Secessão ( Parte V - Final )

(...Continuação)

Em face do que está sendo colocado, parece ficar evidente que os custos da guerra foram, juntamente com o poder industrial, o dobre-de-finados do Sul, pois a principal renda dos Confederados vinha da exportação do algodão, que foi sustada pelo bloqueio nortista. Por outro lado, interessa esclarecer que as potências européias não se envolveram diretamente na luta, auxílio que se constituía em esperança sulista, calcada é verdade em uma interpretação terrivelmente errônea das prioridades políticas britânicas de princípios da década de 1860.
No que toca a questões financeiras, é importante frisar que haviam poucos bancos no Sul e pouco capital líquido. Em termos tributários, a taxação da terra e dos escravos pouca receita proporcionava ao governo confederado, devendo ser tornado claro que o Sul tivera de correr o risco de retirar um número demasiado grande de braços da agricultura, minas e fundições, debilitando mais ainda sua já questionável capacidade de suportar uma luta prolongada.
Quanto ao que foi colocado acima, cumpre dizer que os empréstimos levantados no exterior pouco representaram, e sem divisas estrangeiras, ou sem mercadorias, ficava difícil custear as importações vitais. Havia mais, o volume do papel-moeda confederado, combinado com uma tremenda escassez de mercadorias, criou uma inflação “galopante”. Em contraste com o Sul, o Norte sempre pôde levantar dinheiro, fosse pela tributação ou pelo empréstimo, para custear com dinheiro suficiente, o conflito, pois a produtividade nortista crescera durante a guerra, não somente em munições, mas também em abertura de ferrovias e construção de navios encouraçados, assim como na agricultura.
Refletindo sobre o motivo de fundo da guerra, a expansão da escravidão para o Oeste, Hobsbawm põe em questão que, caso tal extensão da sociedade escravista tivesse ocorrido, se seria factível pensar em um enfraquecimento da escravidão. Ora, o Norte, conforme informa esse historiador, estava em posição de unificar o continente, condição que o Sul não possuía. Agressivos em postura – assim os avaliou Hobsbawm – o recurso real dos sulistas estava em abandonar a luta, e separar-se da União. O sinal para isso foi dado pela eleição de Lincoln, em 1860, o que significava que haviam perdido o “meio-Oeste”.
Não obstante, se o triunfo do Norte era o triunfo do capitalismo norte-americano e dos Estados Unidos moderno, não seria o triunfo do Negro, pois embora a escravidão fosse abolida, depois de alguns anos de “reconstrução”, o Sul retornou ao controle dos brancos conservadores sulistas. O Sul permaneceu então, pobre, agrário, atrasado e ressentido, mas guardando uma autonomia substancial, com seu voto em bloco a exercer alguma influência nacional, sendo este apoio essencial para o sucesso do partido Democrata.

(Na foto acima o importante centro ferroviário de Atlanta, no Oeste, após capturado pelas tropas da União sob o comando do General Sherman, em setembro de 1864)

=====================================================================================

Bibliografia:

HOBSBAWM, Eric J. A era do Capital (1848-1875). 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.
Kennedy, Paul. Ascensão e Queda das Grandes Potências: transformação econômica e conflito militar de 1500 a 2000. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1989.
*************************************************************
É sempre oportuno lembrar que o texto que produzi acima não ambiciona esgotar o assunto que é objeto do Concurso ao IRBr.

Para saber mais...

Saindo um pouco das obras sugeridas para o concurso ao IRBr, creio que pode ser sugerida a seguinte obra:
SELLERS, Charles, MAY, Henry, McMILLEN, Neil. Uma reavaliação da História dos Estados Unidos: de Colônia a Potência Imperial. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.