Sejam Benvindos ao Blog Estudos Diplomáticos !

Este espaço foi criado para reunir conhecimentos acadêmicos e informações relacionadas ao Concurso para ingresso no Instituto Rio Branco.



segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Vídeo-Aula de História do Brasil: 6. Regime Militar

Complementando: em História Concisa do Brasil, de Boris Fausto, você encontrará, entre as páginas 257 e 310, os subsídios para substanciar seu estudo sobre este período (1964-1984). Lembrando sempre que em um Concurso dessa natureza, com várias fases, é importante o conhecimento de todas as matérias, inicialmente para atingir a nota de corte do Teste de Pré-Seleção (TPS).
video

2 comentários:

  1. Antônio Carlos, você como um historiador, não acha que Boris Fausto (e eu poderia falar o mesmo de Demétrio Magnoli) um tanto ortodoxo quando não, conservador na análise da "Reolução Militar" onde ele pormenoriza a tortura, e se abstem de julgamento de valor sobre interrupções do jogo democrático como se todas as que houveram na nossa história fossem iguais ou "mais do mesmo"? Eu comecei a ler "Brasil de Castelo a Tancredo"(Skidmore) e estou achando algo mais cru e menos fatalista.
    Boa Sorte na Prova Objetiva; e mais uma vez obrigado pela sua iniciativa nesse espaço.

    ResponderExcluir
  2. Olá Prezado Sabiá Bleu. Agradeço e retribuo os votos de Boa Sorte, porém não farei a prova este ano. Então torço e tento auxiliar na medida do possível, a todos vocês com este espaço. Skidmore é um bom brasilianista, tenho e li algumas das suas obras. Porém, e sendo pragmático, aponto um defeito no Skidmore: não se encontra entre as obras sugeridas...
    Então, não como colega neste espaço, mas como professor - e os professores sabem quase sempre ser chatos, Sabiá Bleu - eu continuo a sugerir as leituras das obras sugeridas, com atenção aos pontos ressaltados pelos autores. Lá estarão, defendo, as chaves para a solução das questões no TPS e adiante. Quando sobrar tempo, e você não estiver mais sob a sombra da prova, leia Skidmore, de Getúlio a Castelo, de Castelo a Tancredo, principalmente. Um grande abraço e apareça sempre. Antonio.

    ResponderExcluir